press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/8
O SERTÃO VAO VIRAR MAR, 2022
Instalação

O trabalho “O SERTÃO VAI VIRAR MAR”, 2022, toma como ponto de partida a profecia “o sertão vai virar mar”, do beato Antônio Conselheiro proferida em 1833, quando o cearense de Quixeramobim fundou o Arraial de Canudos, no sertão da Bahia, que viria a se tornar o histórico palco da Guerra de Canudos (1896-1897), retratada por Euclides da Cunha em sua obra “Os Sertões”. O livro classifica como “um massacre” a guerra entre o Exército brasileiro e o movimento social e religioso liderado por Conselheiro no interior da Bahia, e traz críticas às políticas erradas e juízos falsamente feitos por políticos e militares sobre a natureza daquele movimento. 

 

Para a instalação a frase proferida por Conselheiro é retomada para instaurar novamente hoje o pensamento de um possível futuro próspero e de bonança. O espectador ao ver a obra primeiramente encontrará a frase pintada por um letrista (Seu Landau), sobre a lateral dos chassis de um conjunto de 94 pinturas realizadas por três artistas de Olinda (André Ribeiro, Natan Florêncio e Cleubi ), essas pinturas são comercializadas em pontos turísticos da cidade como praias e feiras de artesanato, uma típica lembrança do Nordeste. Montadas na parede, o público poderá desconstruir a frase revelando uma imensidão de paisagens que retratam o sertão e o litoral nordestino.