1/5
Livro de tombo

Escultura, 2019

“Livro de tombo” toma como ponto de partida o incêndio ocorrido em 2018 no Museu Nacional, ano em que a instituição completaria 200 anos.

Para a concepção da obra um importante, e agora raro, livro sobre a coleção do museu patrocinado por um banco privado é apresentado em uma base protegido por uma cúpula junto com uma placa em bronze com o logo e a data de sua inauguração e incêndio. O título faz uma menção a um patrimônio público de extrema importância que era tombado, e agora não existe mais devido a negligência do poder público, restando apenas a documentação desse acervo publicada no catálogo. O livro de Tombo é uma ferramenta administrativa dos Museus onde se registra os bens culturais em função do seu valor histórico e cultural. Na obra esse nome é apropriado em referência a catalogação realizada pelo banco para a publicação, que hoje é um raro registro do acervo.