1/5
Paisagem 97,5 FM

Escultura Sonora, 2013

O trabalho Paisagem 97,5 FM procura criar um deslocamento simbólico entre duas cidades através da apresentação de uma paisagem sonora. No espaço da exposição, rádios de madeira confeccionados pelo artista transmitem 'ao vivo' o som da "Rádio Recife", uma estação de rádio presente há 30 anos na cidade do Recife. Músicas do cotidiano da cidade assim como seus anúncios publicitários, programas locais e todo um som peculiar da cidade são apresentados através dessa proposição. A operação de recortar e colar a rádio Recife em um espaço direcionado a apreciação de arte contemporânea, vai além de refletir sobre a simples problemática da abrangência de um determinado público. Ela instaura uma percepção sobre o cotidiano e linguagem de uma outra cidade causando, de forma humorada e irônica, um certo estranhamento nos visitantes.

 

Metrô de Superfície, CCSP – Centro Cultural São Paulo. Curadoria: Bitu Cassundé e Clarissa Diniz [2013]

Landscape 97.5 FM

sound sculpture, 2013

 

The work Paisagem 97,5 FM seeks to create a symbolic shift between two cities through the presentation of a soundscape. In the exhibition space, wooden radios made by the artist transmit ‘live’ the sound of “Radio Recife,” a 30-year radio station  in the city of Recife. Everyday music as well as their commercials, local programs and a whole peculiar sound of the city are presented through this proposition. The operation to cut and paste the “Radio Recife in a space targeted to appreciation of contemporary art, goes beyond, reflecting on the simple issue of the scope of a target public. It establishes a perception about daily life and language of another town causing in a humorous and ironic way, a certain strangeness in visitors. 

 

Surface subway, CCSP – Centro Cultural São Paulo. Curated by Bitu Cassundé and Clarissa Diniz [2013]