O trabalho "Volta pra Trás", é uma escultura sonora em que sua concepção utiliza o disco Sinfonia da Alvorada como ponto de reflexão e crítica. O disco foi gravado por encomenda do então presidente da república na época Juscelino Kubitschek, em fevereiro de 1958, aos músicos e compositores Vinicius de Moraes e Tom Jobim para que compusessem uma peça sonora para a inauguração de Brasília.

Para a obra foi realizada uma modificação na rotação do toca discos, que passa a tocar de forma inversa. Em vez da música, o que se ouve é um chiado produzido pelo disco tocando de trás pra frente, uma alusão irônica a cidade de Brasília que parece andar para trás. 

Volta pra Trás

Escultura, 2017

1/3